Agricultores familiares de Ilhéus recebem capacitação para o comércio de alimentos

A Prefeitura de Ilhéus, por meio da Secretaria de Agricultura e Pesca (Seap), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), realiza consultoria para o aprimoramento de compras governamentais e boas práticas no ramo de alimentação, direcionada aos beneficiários do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), no município. As atividades acontecem durante este mês e em dezembro.

As orientações repassadas aos agricultores familiares, pescadores e marisqueiras, acompanhados pela consultoria, atendem à metodologia do Programa de Alimentos Seguros (PAS). De acordo com a especialista em Segurança de Alimentos, Jocelma Lima Reis, “segundo as instruções do PAA, os alimentos fornecidos, devem ser de produção própria dos agricultores familiares, pescadores e marisqueiras e devem cumprir os requisitos de controle de qualidade dispostos nas normas vigentes”.

No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é a responsável pelas normas que regulamentam a produção de alimentos, desde a produção primária – esta em parceria com Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) – e também pelo transporte, armazenamento, fabricação e/ou manipulação dos alimentos prontos para o consumo e distribuição.

“Torna-se imperativo que os produtores rurais que produzem e manipulam alimentos para o PAA, conheçam os procedimentos das boas práticas eliminando assim, os riscos e perigos dos alimentos oferecidos, como preconizado no PAS”, justifica Jocelma Reis. Durante o período de acompanhamento aos participantes da capacitação, são repassadas orientações, como o uso abusivo de agrotóxico, condições sanitárias das instalações, entre outras.

De acordo com Sebastião Vivas, secretário de Agricultura e Pesca de Ilhéus, já foram visitadas associações e pequenas agroindústrias nas áreas rurais de Maria Jape, Retiro e Acuípe de Cima. “Esperamos que, com as orientações repassadas durante os encontros para capacitação, os manipuladores de alimentos sejam sensibilizados a adquirir as boas práticas na produção de alimentos, desta forma, oferecendo cada vez mais, um produto de qualidade para sua comercialização”, disse.

Curtiu esse post? Compartilhe com os amigos!

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *