Nestlé cria mercado para plásticos reciclados para embalagens de alimentos e lança fundo para impulsionar a sua inovação

A Nestlé anunciou hoje que investirá cerca de dois bilhões de francos suíços para liderar a evolução de plásticos virgens para plásticos reciclados apropriados para embalagens de alimentos e acelerar o desenvolvimento de soluções inovadoras para embalagens sustentáveis.

Com base em seu compromisso de 2018 de tornar 100% de suas embalagens recicláveis ou reutilizáveis até 2025, a Nestlé reduzirá o uso de plásticos virgens em um terço nesse mesmo período, trabalhará com terceiros para promover a economia circular e empenhará esforços para limpar os resíduos plásticos de oceanos, lagos e rios. A qualidade e a segurança dos alimentos são fundamentais, e as embalagens desempenham um papel importante para garantir isso. A maioria dos plásticos é difícil de reciclar para embalagens de alimentos, levando a um fornecimento limitado de plásticos reciclados para essa finalidade.

Para criar um mercado, a Nestlé está se comprometendo a adquirir até 2 milhões de toneladas métricas de plásticos reciclados próprios para embalagens alimentares e alocar mais de 1,5 bilhão de francos suíços para pagar um prêmio por esses materiais a partir deste ano até 2025.

A Nestlé buscará ainda eficiências operacionais para neutralizar as receitas desta iniciativa. A inovação de embalagens, incluindo novos materiais, sistemas de recarga e soluções de reciclagem, é outro desafio importante na meta para um futuro sem desperdício. Além de sua significativa pesquisa interna por meio do Instituto de Ciências da Embalagem da Nestlé, a empresa lançará um fundo de investimento de 250 milhões de francos suíços para startups que queiram se concentrar no desenvolvimento de embalagens sustentáveis. Essas duas iniciativas complementam os principais esforços contínuos da Nestlé em pesquisa, aquisição e fabricação para tornar suas embalagens recicláveis ou reutilizáveis e contribuir para seu objetivo de atingir zero emissão de gases de efeito estufa até 2050.

Como parte do compromisso da empresa com embalagens, e transparência cada vez maior, a Nestlé continuará a destacar outras iniciativas e fornecer atualizações regulares sobre seu progresso. “Nenhum plástico deve terminar em um aterro ou no lixo”, disse Mark Schneider, CEO da Nestlé. “Tornar o plástico reciclado seguro para os alimentos é um enorme desafio para a nossa indústria. É por isso que, além de minimizar o uso de plásticos e fortalecer a coleta de resíduos, queremos fechar o ciclo e tornar mais materiais plásticos infinitamente recicláveis. Estamos tomando medidas ousadas para criar um mercado mais amplo para os plásticos reciclados de qualidade alimentar e impulsionar a inovação na indústria de embalagens. Todos aqueles que quiserem se juntar a nós nesta jornada serão muito bem-vindos”.

“A Nestlé tem a satisfação de investir 2 bilhões de francos suíços na criação de uma economia circular para plásticos, além de reduzir o uso de plástico virgem nas embalagens em um terço até 2025. Ao eliminarmos os plásticos de que não precisamos, inovando em áreas como modelos reutilizáveis e novos materiais, e fazemos os plásticos dos quais precisamos circularem – também em aplicações de grau alimentício, que são mais desafiadoras – e podemos criar uma economia onde o plástico nunca se tornará um desperdício. O cumprimento dos compromissos anunciados hoje contribuirá significativamente para concretizar essa visão”, afirmou Andrew Morlet, CEO da Fundação Ellen MacArthur.

Compromisso no Brasil

Em fevereiro de 2019, a marca NESCAU anunciou um importante compromisso com o meio ambiente, ao lançar uma série de ações para ajudar a conscientizar seus consumidores sobre a importância do correto descarte das suas embalagens e para diminuir a quantidade de plástico presente em seus produtos.

Como primeira ação, NESCAU firmou uma parceria com o Projeto TAMAR, um dos principais projetos socioambientais do país que atua na busca pela preservação das tartarugas-marinhas ameaçadas de extinção. Além do apoio financeiro aos projetos já existente do TAMAR, a marca trabalha em conjunto com a instituição para criar novas ações e campanhas de conscientização e preservação do meio ambiente.

Em paralelo à parceria, a marca iniciou um grande trabalho para retirar os canudos plásticos dos seus produtos, substituindo-os por canudos de papel biodegradável, ação que retira mais milhões de canudos plásticos do mercado.

Em outubro do ano passado, a Nestlé anunciou a iniciativa RE, que propõe repensar todas as operações da companhia e envolver outros agentes e parceiros para a promoção de atitudes mais sustentáveis em todo o país. Entre as iniciativas propostas estão desde ações e projetos internos em busca de maior eficiência operacional e de maior sustentabilidade na produção e nas embalagens, até ações de conscientização dos consumidores, em meios on e offline, incluindo comunicações em produtos, pontos de venda e uma linha direta exclusiva para tirar dúvidas sobre reciclagem.

As iniciativas do RE se somam aos esforços para auxiliar a empresa a atingir seus grandes compromissos ambientais. No Brasil, entre 2010 e 2018, as ações conduzidas pela empresa resultaram na redução de quase 37% no uso de água em suas operações e em 51% as emissões de GHG, além de garantir zero descarte de resíduos para aterros. Foi, ainda, a primeira unidade da Nestlé no mundo a alcançar 100% de uso de energia elétrica de fontes renováveis. Em 2018, também conseguiu reduzir em 20% o uso total de energia. Além disso, a companhia já reduziu mais de 1 milhão de kg de materiais de embalagem no período.

Cadeia de reciclagem

Como parte de seu compromisso de repensar todas as frentes para uma atuação mais sustentável, a Nestlé também entende que, para além de tornar suas embalagens recicláveis, um grande desafio é ajudar a desenvolver e ampliar a cadeia de reciclagem do Brasil, ainda bastante restrita. A Nestlé está comprometida em desempenhar um papel ativo no desenvolvimento de processos de coleta, triagem e reciclagem eficientes nos países onde opera e busca trabalhar com representantes da cadeia de valor e associações de classe para explorar diferentes soluções nesse sentido.

Em 2018, a Nestlé aderiu à plataforma Reciclar pelo Brasil, uma aliança entre empresas que tem em comum o objetivo de aumentar a eficácia de suas ações, ao unir esforços numa agenda de relevância ambiental que ultrapassa as fronteiras de mercado. A plataforma apoia 230 cooperativas em 21 estados, impactando mais de 5 mil catadores, no maior programa de reciclagem inclusiva do país.

O programa faz parte da estratégia do setor empresarial no cumprimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos e a parceria reforça o compromisso das empresas com o meio ambiente e a sustentabilidade de suas embalagens, temas prioritários comuns em suas agendas de investimento.

Com o lançamento do RE, a companhia também buscou um parceiro que atua de forma muito responsável e ampla nessa frente para somar forças. Assim, desde novembro, a companhia passou a apoiar o Cataki, iniciativa que conecta pessoas que precisam dar um correto destino aos seus resíduos com catadores e pontos de reciclagem mapeados na cidade. O objetivo com a parceria é cocriar ações de conscientização sobre a importância dos catadores para a reciclagem e também contribuir para que esses agentes possam se desenvolver socialmente por meio de seu importante trabalho. Além disso, a expectativa é levar a plataforma do Cataki, para outras localidades brasileiras.

Sobre a Nestlé
É a maior empresa de alimentos e bebidas do mundo. Está presente em 190 países e seus 308 mil colaboradores estão comprometidos com o propósito da Nestlé de melhorar a qualidade de vida e contribuir para um futuro mais saudável. A Nestlé oferece um amplo portfólio de produtos e serviços para cada etapa de vida das pessoas e de seus animais de estimação. Suas mais de 2000 marcas variam dos ícones globais, como Nescafé ou Nespresso aos favoritos locais como Ninho. O desempenho da empresa é impulsionado por sua estratégia de Nutrição, Saúde e Bem-Estar. Sua Sede fica na cidade suíça de Vevey, onde foi fundada há mais de 150 anos. No Brasil, instalou a primeira fábrica em 1921, na cidade paulista de Araras, para a produção do leite condensado Milkmaid, que mais tarde seria conhecido como Leite Moça. A empresa tem unidades industriais localizadas nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Goiás, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Espírito Santo. Emprega 32 mil colaboradores diretos e gera outros 200 mil empregos indiretos. A Nestlé Brasil está presente em 99% dos lares brasileiros, segundo pesquisa realizada pela Kantar Worldpanel.

Curtiu esse post? Compartilhe com os amigos!

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *